quarta-feira, 7 de abril de 2010

A Vida no Alvão

Era este reconhecimento no Alvão mais um entre muitos, quando encontro um pastor com dois pequenos cabritos no colo. Como é evidente, a questão sobre tal situação surgiu…com um sempre gentil sotaque transmontano e depois de me oferecer um deles (oferta que tive de recusar depois de pensar duas ou três vezes), foi-me informado que tinham nascido há pouco mais de duas horas e, como tal, ainda não tinham capacidades para se deslocar sozinhos. Após as festas da praxe nos pequenos seres, ambos seguimos os nossos caminhos e a ideia de simpatia, felicidade e orgulho em Portugal perdurou até ao momento em que me sentei para escrever este pequeno texto. Sinceramente, é mais uma daquelas situações de “colecção”. É bom viver em Portugal…

2 comentários:

  1. Mas eu queria um desses cabritinhos... lindos!!! Era muito bom que, no sábado, os encontrássemos!
    Até sábado Alvão...
    CAQ

    ResponderEliminar
  2. E encontramos Catarina...qualidade de vida!!!

    Bj

    ResponderEliminar